Caixa de som JBL Pulse

Caixa de som JBL Pulse
A caixa de som JBL Pulse tem conexão Bluetooth para reproduzir músicas de computadores, smartphones ou tablets. Seu diferencial são as lâmpadas LED que estão em seu corpo. De acordo com a dinâmica da música, as luzes de acendem e mudam de cor, o que pode dar um clima de “balada” para a sua festa em casa.
 
Para o rápido pareamento Bluetooth, a JBL Pulse conta com a tecnologia NFC (comunicação por proximidade). Com isso, basta aproximar o seu dispositivo da caixa de som para que a conexão seja feita. Outra forma de uso é a tradicional por um cabo P2.
 
Design
O design da JBL Pulse é simples, porém agradável. Há uma grade metálica, atrás da qual ficam as luzes LED, e as laterais são revestidas com tinta emborrachada.
 
Em um dos lados está o símbolo NFC para pareamento Bluetooth (tap to pair), enquanto no outro estão os controles dos 64 LEDs RGB, que são os responsáveis por criar o efeito luminoso do produto. Há um botão dedicado para alternar entre 6 modos de pulsação , que são chamados de rainbow, equalizer, club, chill, fog e desligado. Há também como regular a cor principal e a intensidade do brilho.
 
Na parte de baixo do produto (quando na horizontal), ficam os conectores P2 e microUSB. O aparelho emite avisos sonoros e visuais quando liga, desliga e também quando inicia a conexão Bluetooth — neste último caso, há uma sequência de bipes, parecendo um sonar.
 
Algo que faz falta é apenas um microfone para que o produto pudesse ser usado para atender ligações recebidas no smartphone quado os aparelhos estiverem conectados por Bluetooth.
 
Som
O ponto mais importante de uma caixa de som é, obviamente, a sua qualidade de áudio. Nesse ponto, a JBL Pulse se sai bem. Apesar de não ter um subwoofer, as frequências graves têm boa reprodução, assim como as médias.
 
A potência total do aparelho é de 12 watts, que vêm de duas caixas de 6 watts cada. Segundo análise do INFOlab, parte do sucesso está nos drivers de 40 milímetros e, principalmente, na caixa acústica interna dedicada aos sons graves. Com isso, é possível colocar para tocar músicas mais pesadas, como eletrônica, hip hop e até mesmo heavy metal. Entretanto, os sons agudos não têm um desempenho cristalino, como se espera de uma caixa de som.
 
Há também aplicativos para smartphones e tablets com sistemas Android e iOS. É possível acessar os controles da caixa de som e sincronizar as luzes com as batidas da música por meio do app chamado JBL Music. São três velocidades: lento, moderado e rápido.
 
Bateria
Os resultados de autonomia de uso por P2 e por Bluetooth foram próximos nos testes de bateria. O primeiro foi de aproximadamente 5h, enquanto no segundo caso a reprodução de músicas continuamente durou  4h. É uma boa marca, embora não seja a melhor da categoria.
 
Vale a pena?
A JBL Pulse é um produto interessante para quem gosta de ouvir músicas em casa ou quer uma caixa de som portátil para levar para a casa de amigos. As animações com as luzes LED tornam o aparelho divertido, especialmente se usado em um ambiente escuro. Outro ponto em que a Pulse se diferencia é a possibilidade de integração com as lâmpadas inteligentes Philips Hue. Quando conectadas por meio de um aplicativo, a sincronia de iluminação permite que todo o local se transforme em uma festa, com luzes piscando no ritmo da música. Ou seja, a Pulse vale a pena para quem quer fazer pequenas festas ou eventos musicais. Contudo, o valor de 899 reais é um tanto alto para a pouca potência sonora do produto.
 
Voltar